topo
Menu
×

Conteúdo

A contribuição de áreas verdes urbanas para a proteção da biodiversidade

Em todo o globo, os ecossistemas naturais vêm sendo degradados, fragmentados ou até mesmo completamente destruídos pelas atividades humanas. Desse modo, muitas espécies foram extintas nas últimas décadas e muitas outras estão em perigo de extinção (Almeida & Vargas 2017).

Tendo em vista tal situação, as autoridades de diversos países e cidadãos conscientes do problema têm adotado estratégias para a conservação da diversidade biológica, como a criação de áreas protegidas ou mesmo estratégias de preservação ex situ (fora do habitat natural) (Almeida & Vargas 2017).

Fonte: Pixabay – Disponível em: https://pixabay.com/pt/photos/jardim-pra%C3%A7a-parque-banco-verde-2330502/ Acesso em 03 de junho de 2021.

Devido à expressiva degradação dos habitats naturais, as áreas verdes urbanas também vêm ganhando importância para a proteção da biodiversidade. As praças públicas arborizadas e os bosques urbanos são o habitat de algumas espécies nativas e podem servir como área de passagem e descanso para espécies migratórias ou simplesmente são úteis no trajeto de um fragmento florestal para outro (Estrada et al. (2014; Lima 2014).

Fonte: Pixabay – Disponível em: https://pixabay.com/pt/photos/parque-%C3%A1rvores-banco-de-pra%C3%A7a-412792/  Acesso em 03 de junho de 2021.

Embora nem todas as espécies possam viver em áreas verdes urbanas, muitas espécies podem se beneficiar dessas áreas.  Lima (2014) observou 58 espécies de aves em áreas verdes urbanas do município de Três Rios. Já Estrada et al. (2014) coletaram 44 espécies de formigas em áreas verdes urbanas desse município. Além dos animais, logicamente existem muitas espécies de plantas nas praças públicas e outras áreas verdes urbanas. Esses resultados demonstram o potencial das áreas verdes urbanas para a proteção da biodiversidade.

Referências

Almeida, F.S.; Vargas, A.B. . Bases para a gestão da biodiversidade e o papel do Gestor Ambiental. Diversidade e Gestão, v. 1, p. 10-32, 2017. http://www.itr.ufrrj.br/diversidadeegestao/wp-content/uploads/2017/07/02-Bases-para-a-gestao-da-biodiversidade-e-o-papel-do-Gestor-Ambiental_rev_DC.pdf

Estrada, Milene Andrade, Coriolano, Rafael Esteves, Santos, Naiara Torres, Caixeiro, Luiz Ricardo, Vargas, André Barbosa, & Almeida, Fábio Souto. (2014). Influência de áreas verdes urbanas sobre a mirmecofauna. Floresta e Ambiente, 21(2), 162-169. https://doi.org/10.4322/floram.2014.035

Lima, P.A. Levantamento da avifauna e a importância da sua conservação em áreas verdes urbanas no município de Três rios, RJ. curso de Gestão Ambiental, Instituto Três Rios da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.- 2014 69f. Orientador: Prof. Dr. Leonardo Mitrano Neves. Co orientador: Prof. Dr. Fábio Souto de Almeida. Disponível em: https://itr.ufrrj.br/portal/wp-content/uploads/2017/09/monografia-priscila-de-araujo-lima.pdf

Fontes das Imagens

Pixabay – Disponível em: https://pixabay.com/pt/photos/jardim-pra%C3%A7a-parque-banco-verde-2330502/ Acesso em 03 de junho de 2021.

Pixabay – Disponível em: https://pixabay.com/pt/photos/parque-%C3%A1rvores-banco-de-pra%C3%A7a-412792/  Acesso em 03 de junho de 2021.

Fonte da imagem destacada

Jean-Christophe BENOIST, CC BY 3.0 <https://creativecommons.org/licenses/by/3.0>, via Wikimedia Commons Disponível em: https://commons.wikimedia.org/wiki/File:NYC_-_Manhattan_-_Central-Park.jpg Aceso em 03 de junho de 2021.






PARCEIROS e COLABORADORES
Rodapé